Facility Management e a satisfação do colaborador: dicas vindas do futuro

Segundo abordagem de artigo recente da Forbes, a grande maioria dos colaboradores preferem uma rotina dinâmica, com variedade e focada em projetos especiais; do que um cargo superior ou, até mesmo, um salário maior. Tomando as ditas Geração Z e Millennials, esse número gira em torno de 48%. A pesquisa em questão, realizada pela Global Culture, contou com mais de 14.000 respostas de profissionais de 12 países ao redor do mundo.

Os respondentes que haviam participado de projetos especiais (com objetivo e deadline bem definidos, time multidisciplinar e autonomia no desenvolvimento) revelaram que preferem essa prática; em detrimento de rotinas repetitivas e que não os desafiam intelectualmente, ou onde não interagem com um grupo mais variado de pessoas.

Isso demostra como está se desenhando o futuro do mercado de trabalho. Os novos profissionais estão em busca de ambientes cada vez mais dinâmicos e estão dispostos a responder com muito engajamento e criatividade. Segundo a Forbes, os departamentos que frequentemente empregam essa visão são TI e RH, hoje. Mas, esse movimento está, gradativamente, se alastrando para as demais áreas da organização. Inclusive, muitas empresas jovens, nascidas na era da Gestão 4.0, já levam esse mindset em seu DNA.

Como esse movimento afeta a área de Facility Management?

Quanto mais uma empresa for focada em seus talentos, mais a função do Facility Manager é voltada para o bem estar e a satisfação dos colaboradores, trabalhando em conjunto com o RH. Logo, nesses casos, pensar um projetos engajadores está no dia-a-dia desses profissionais.

De qualquer forma, o departamento de Facility Management já está envolvido com o bem-estar, segurança e produtividade das pessoas que trabalham na dada empresa. Contudo, para ser o diferencial que leva a organização para outro patamar, FM deve pensar estrategicamente para levar a satisfação dos colaboradores a resultar em ganho de produtividade e redução de turn-over.

Por isso, é crucial, como profissional de FM, estar atento a movimentações como essa, constatada pela pesquisa da Global Culture.

Claro, os projetos que cada departamento designa para seus colaboradores não está na jurisdição do Facility Manager. Porém, é importante que ele(a) ajude a criar uma cultura empresarial que alimente esse tipo de dinâmica. Da mesma forma, FM é figura principal quando falamos de dar os subsídios necessários para que essa interação diferente aconteça (ambiente, ações, etc.). Quando olhamos essa tendência pelo ponto de vista da tecnologia, então, as possibilidade se multiplicam.

E a tecnologia: o que tem a ver com isso? Tudo!

Não há oportunidade melhor para testar novas ferramentas tecnológicas, ou rotinas diferenciadas, do que em um projeto especial. Testes, como sabemos, sempre devem ser realizados em ambientes controlados, com um pequeno número de participantes e com dados mensuráveis. Por isso, quando da ocasião de um projeto especial, é uma ótima chance também para testar novas tendências, como: grupos multidisciplinares, espaço de trabalho virtual, ferramentas de digitalização de processos, entre outros.

Esse cenário é incrivelmente fértil, pois o profissional que é escolhido para um projeto especial, e que irá tirá-lo da sua rotina por um tempo, está mais propício a se esforçar para entregar resultados satisfatórios. Logo, o gestor pode ter certeza que está extraindo daquele teste todo o potencial que determinada tendência pode ter. E mais: quando for a hora de levar essa prática para o restante da empresa, os integrantes do primeiro grupo serão os defensores do projeto.

Por exemplo, se você fosse implantar um software de gestão de serviços em sua operação de FM, e testasse em um grupo antes (que executa um processo, ou atende um departamento). Quando chegar a hora de expandir a ferramenta para o restante da operação, você teria um grupo de profissionais já treinados e bem adaptados ao serviço, assim como altamente engajados. Eles podem, além de defender a novidade, ajudar no treinamento do restante da empresa/departamento.

Ou seja, olhar para as tendências do mercado e ficar atendo ao que os novos profissionais estão trazendo para as empresas pode ser a chave do sucesso. Você pode acabar identificando uma técnica vencedora anos-luz antes da concorrência, e aplicando metodologias inteligentes no departamento de FM, ou no restante da organização.

Quer conhecer nossa solução tecnológica para FM? Acesse:

By Flahane Roza | Conteúdo Inventsys | Linkedin

Autor: inventsysfms

Somos uma start up desenvolvedora do sistemas Inventsys FMS e AMS, a primiera solução desenvolvida exclusivamente para o setor de Facility Management e Utility Services do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.