Inteligência de Dados: caminho para um FM mais estratégico – Infográfico

Num momento de transformação digital e novas tendências tecnológicas surgindo o tempo todo, é crucial separar o joio do trigo e entender quais desses movimentos mais impactam o seu setor.

Como um espaço que pensa Serviços de Facility e Utility, o FM Insights resolveu compilar alguns achados sobre Tecnologias de Análise de Dados e de Facility Management que podem ser extremamente interessantes para gestores da área de FM buscando entender como a previsibilidade e estratégia que a análise de dados pode entregar é a chave para se destacar em Gestão de FM.

Pesquisa Exclusiva Inventsys revela: investimento em tecnologia é o futuro do setor de FM

Em pesquisa produzida elançada pela Inventsys, em 2019, tecnologia foi um dos assuntos mais discutidos. Baixe e-book completo da pesquisa aqui.

A grande maioria dos entrevistados em nossa consulta citou um setor mais profissionalizado e valorizado, e para isso elege cursos superiores e FM e inovação tecnológica como o caminho a se seguir. Muitos também citam a automação de processos e sistemas integrados como fatores chave para a eficiência operacional em FM. Um respondente afirma ser necessário:

“Saber lidar com sistemas e tecnologias mais complexas, atualizar-se constantemente em diversas áreas. Criar times com performance arrojada. Cada vez mais estar ao lado de seu cliente entendendo e respondendo às suas demandas”

PESQUISA INVENTSYS

Numa situação hipotética onde um recurso de R$ 100.000,00 seria disponibilizado para o setor de FM, mais da metade dos participantes afirma que investiria todo o valor em esforços tecnológicos.

Quando o assunto é inovação, perguntamos aos profissionais de FM quais necessidades essas tecnologias deveriam sanar. Diversas funcionalidades são citadas pelos respondentes: IoT, gestão de ativos, gestão de contratos, dados em tempo real (gestão on line/real time), sistemas que integram todas as operações, automação de processos, relatórios dinâmicos (BI)… Maior valorização do cliente interno (colaboradores), também é amplamente citada. Os pontos levantados são: bem-estar e satisfação com o ambiente de trabalho, valorização do time, cultura organizacional, entre outros. Um profissional de FM reafirmou foco no conceito de Workspace Experience:

‘‘Acredito que a preocupação com o bem estar dos colaboradores seja prioridade na cultura das empresas, e FM tem papel muito importante pois concentra-se exatamente na satisfação do cliente interno. Facilities está intimamente na retenção destes clientes.’’

PESQUISA INVENTSYS

Esses gestores apontam inovação de processos e tecnologia de gestão como a solução para tal impasse. Pode ser notado como diversas respostas citam a análise de dados e relatórios em tempo real como base para a tomada de decisão em FM, fugindo de análises mais básicas, focadas apenas em redução de custos, e não otimização. Muitos dos respondentes que citam inovações tecnológicas e processuais, também falam em treinamento e investimento na formação de profissionais mais especializados.

Tecnologia de Análise de Dados: tendência já está no radar de Facilities

Partindo dessa riqueza de informações, podemos perceber que diversos participantes já citaram a análise de dados como o futuro para uma gestão de Facility mais estratégica e analítica, e não mais presa em métricas analógicas do passado.

Enquanto a redução de custos ainda é principal desafio em FM, podemos projetar um futuro em que processos inteligentes entreguem mais do que um menor custo, mas sim um planejamento orçamentário otimizado. Como falado anteriormente, uma tecnologia que entregasse uma visão em tempo real de todas as operações de FM, como um ecossistema, e gerasse relatórios aprofundados de como sua gestão de serviços está se comportando e onde pode melhorar – isso é inteligência de dados e de negócios (BI) a serviço do departamento de Facility.

Sua empresa está na era digital. O FM também precisa estar.

Em analise que produzimos da ISO 41013 sobre Conceito e Benefícios do Facility Management, propomos uma discussão sobre ferramentas alinhadas com um FM mais valorizado. Quanto mais ferramentas inteligentes forem empregadas nas atividades de FM, maior será a produtividade da empresa. A atividade principal de sua empresa já deve estar se “digitalizando”, como um movimento natural da cultura de mercado atual. Isso significa que, em muitos casos, o FM terá que correr atrás para alcançar o desenvolvimento tecnológico do core business da organização para agregar valor às atividades como um todo.

Em relação ao dia-a-dia do Facility Management, o abandono de práticas engessadas em favor de processos fluidos, com ganho de performance, significa tempo e dinheiro. Ferramentas que entregam mobilidade, autonomia, e análise de dados e criação de relatórios em tempo real, trazem profissionalismo e rapidez, na análises de dados estratégicos.

Imagine conseguir abandonar planilhas dispersas, emails e mensagens de Whatsapp que não permitem rastreamento ou controle, além de projeções sem embasamento. O emprego de um sistema de gerenciamento de ativos e operações coloca a companhia em um nível diferenciado frente a seus concorrentes, tornando a lucratividade dessa mudança mais tangível.

O retorno sobre investimento de uma implementação desse tipo poderia ser mensurado por meio dos dados do próprio software, utilizando ferramentas de análise de custos e BI (Business Intelligence). Nessa perspectiva, passa a ser exigido atualização constante do profissional de FM e automação eficaz nos processos organizacionais – o que deve ser entendido como uma evolução natural, mas urgente do mercado.

Um desafio para FM: Adaptação às Tendências de Mercado

E-book baseado em pesquisa internacional IFMA/RICS, que a Inventsys produziu em 2019, listava os grandes desafios que cercam o futuro do setor. A consulta da entidade contou com mais de 1500 e participantes, ao redor do mundo, e nos inspirou a realizar nossa própria consulta local.

Conforme os respondentes, adaptar-se às tendências de um mercado complexo e dinâmico é um desfio multidimensional. Afinal, as tendências são muitas e estão em constante mudança. As evoluções no espaço de trabalho passam por design inovador do ambiente, implementação de novas políticas e tecnologias (como horários flexíveis, home office, espaço de trabalho virtual, trabalhador 4.0, digitalização, análise de dados, etc.). Mais desafiador do que acompanhar e incorporar essas novidades é conseguir a aceitação dos níveis gerenciais e o engajamento dos colaboradores.

Smarter Working: dados de qualidade estão ao seu alcance

Embora novas tecnologias sejam, reconhecidamente, um desafio – tanto para o setor de FM e Serviços, como para a empresa como um todo – esta é uma realidade mais próxima do que se imagina. Como não temos como parar o futuro, é importante entender seu ritmo para seguir sua velocidade. Para qual, é indispensável contar com ferramentas que acompanhem tal evolução e posicionamento estratégico.

O Inventsys FMS, nosso sistema para Gestão Integrada de Facilities, já foi desenvolvido sob esse princípio, buscando entregar visão geral da operação ao mesmo tempo que dilui as atribuições para todos os atores do complexo ecossistema de Facility, tornando a vida do gestor mais prática e suas atividades, mais inteligentes. Um exemplo disso é a Metodologia Smarter Working.

A metodologia Smarter Working traz a ideia de que, com ferramentas auxiliares, qualquer colaborador pode registar dados sobre o processo de trabalho, de qualquer lugar, a qualquer momento. Com ajuda da tecnologia, esses dados podem disparar processos no exato momento em que são registrados, sem nenhum retrabalho.

Inteligência de Dados na relação com Prestadores de Serviço

Exigir a inovação tecnológica de meus prestadores ou manter o know-how em casa?

Uma grande discussão vigente no mercado, diz respeito a responsabilidade com relação a implantação de inovações tecnológicas nos processos. Trazer sistemas e tecnologias inovadoras dever partir do Prestador de Serviço ou do Tomador? Bem, esta resposta é bem fácil. Se a inovação diz respeito a própria execução do serviço em si, como novos métodos e produtos de limpeza, por exemplo, esta inovação deve ser trazida pelo Prestador de
Serviço.

Mas, no entanto, se a inovação está relacionada ao gerenciamento ou gestão de processos, onde serão embarcados o know-how e os dados do dia-a-dia da empresa tomadora de serviços, não resta dúvida que a propriedade desta inovação deve estar na mão do Tomador. Imagine embarcar todos os controles automatizado de manutenção e rotinas de limpeza, por exemplo, e alimentar com dados diários um sistema por mais de 1 ano. Se o sistema for de propriedade do prestador, num evento de cancelamento de contrato, a empresa perde todo o know-how embarcado. Por isto, recomendamos que o Tomador de Serviço adote a solução e exija que o prestador alimente os dados.

Confira infográfico que produzimos sobre dados e tecnologia em FM:

Dados e Tecnologia na Gestão de FM

Baixe esse e outros infográficos da série exclusiva que produzimos acerca de pesquisa aqui:

Conheça o Inventsys FMS:

Saiba mais aqui.


By Flahane Roza | Conteúdo Inventsys | Linkedin

Autor: inventsysfms

Somos uma start up desenvolvedora do sistemas Inventsys FMS e Desko Workspace Experience, soluções pioneiras desenvolvidas exclusivamente para o setor de Facility & Workspace Management, pensando o novo espaço de trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.